pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

12 de set de 2009

afrodisiacos

Certa feita, Millôr Fernandes disse que 'o melhor afrodisíaco ainda é a carência prolongada'. Tudo bem, ele até pode ter razão, mas vamos lá: sempre vale recorrer a algumas artimanhas para esquentar o clima na hora H. Selecionamos substâncias que, segundo especialistas, tem poderes comprovadamente eficazes. O termo surgiu à 5 mil anos e deriva do mito de afrodite, a deusa grefa do amor - dizem que ela saiu do mar de dentro de uma concha de ostra. Lendas à parte, confira o que existe para turbinar a paixão - mesmo que seja psicologicamente ou para puxar aquele papo: "você sabia?".

Confira.

- Absinto: extraído de planta que leva o mesmo nome, ela já foi a bebida preferida dos franceses no século XX. Sua graduação alcóolica é altíssima: de 53% a 68%. Bem, mas não é por aí que a coisa funciona. A lenda é que ele é até tóxico e causa alucinações, tanto que foi proibido na França em 1915 e banido em diversos países. Seu sabor amargo é característico.

- Aspargos: tem potássio, fósforo, cálcio e vitamina E - um verdadeiro coquetel energético para qualquer casal. O ator Richard Burton achava seus talos "sensuais".

- Almíscar, que significa testículo em persa, é uma substância amarelada produzida pela glândula do almiscareiro, um mamífero da Ásia. O perfume é considerado estimulante.

- Alcachofras: Catarina de Médices teria escandalizado a corte francesa por deixar clara sua paixão por alcachofras, já que não é lá uma atitude muito adequada para uma mulher da época.

- Chocolate: pesquisadores escobriram que o chocolate - assim como a cafeína - estimula a produção de um produto químico chamado feniletilamina. Esta substância tem sido associada há algum tempo ao “sentir-se apaixonado”. É provável que esteja aí a explicação da sensação de extremo bem-estar ao devorarmos uma caixa de bombons. Os astecas já conheciam o poder desta guloseima: diziam que Montezuma bebia 50 xícaras de chocolate ao dia para servir sexualmente suas 600 (!!!) mulheres.

- Jasmin; essa deliciosa flor é cultivada no mundo inteiro, mas é principalmente o jasmim espanhol a ser utilizado para aromatizar licores. As sementes de jasmim são venenosas.

- Mostarda - estimula a ação das glândulas sexuais. Existem três qualidades de mostarda: preta, branca e amarela, proveniente da Índia. Como afrodisíaco, a mostarda teve um notável sucesso na Idade Média.

- Noz Moscada: não particularmente eficaz para as mulheres, mas para os homens dizem ser a melhor aliada.

- Ostras - famosas pelos poderes estimulantes, as ostras simbolizam a virilidade e a paixão. É o ingrediente chave para restaurar a libido.

- Patchuli - o óleo, obtido através das folhas secas de um arbusto asiático, lembra o cheiro de terra. É também um poderoso antidepressivo.

- Romã - a fruta sempre foi considerada um afrodisíaco muito potente na Antiguidade, na Idade Média e no começo da Idade Moderna. Nos tempos antigos a flor carnosa da romã era o símbolo da vagina. O fruto era usado para o preparo de vinho, que tinha um efeito estimulante.

- Rosas - seu óleo é superfamoso pelos poderes afrodisíacos - além de ser sedativo, tonificante e de notáveis propriedades antidepressivas.

- Quartzo rosa - é um cristal que emite boas vibrações para o sexo e o amor.

- Uvas - associadas ao prazer, à fertilidade e aos deuses Baco e Dionísio, e ainda aos vinhos, à alegria e às orgias.

- Trufas: conhecidos também como "testículos da terra", eles são ingredientes de pratos requintados e já foram muito apreciados por Napoleão Bonaparte, pela escritora francesa George Sand, pelo marquês de Sade e pela madame de Pompadour.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs