pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

13 de out de 2009

Felipe Massa

Depois de um acidente tão grave quanto inusitado, Felipe Massa felizmente dá sinais de uma recuperação segura, para alívio da imensa torcida brasileira. Taurino com Lua em Capricórnio e Ascendente Peixes [25.04.1981, 2h30min, São Paulo], seu acidente aparece nitidamente em uma das mais importantes técnicas de previsão da Astrologia, a Progressão Secundária.

A Astrologia se baseia em um sistema de correspondências simbólicas, e no caso da Progressão Secundária, a técnica empregada utiliza uma comparação muito interessante, na qual 1 ano de vida da pessoa é representado por 1 dia após o nascimento. Assim, o primeiro ano de vida corresponde ao primeiro dia depois do parto, o segundo ano ao segundo dia e assim sucessivamente. Parece fantasia, mas este é um dos métodos de prognóstico mais precisos que existem.

Para a mentalidade materialista, a noção astrológica da correspondência entre macrocosmo e microcosmo, assim como entre o dia e o ano de vida pode parecer um absurdo, porque ela não enxerga nada além daquilo que pode ser “provado” ou “mensurado”. Mas, quando passamos anos e décadas envolvidos com uma abordagem complexa como é a linguagem astrológica, percebemos que talvez não haja tantos mistérios assim entre o Céu e a Terra, mas tão somente o fato de que há um espelho entre eles.

O objetivo deste artigo é trazer luz à possibilidade do piloto brasileiro voltar às pistas e, caso positivo, quando isso se daria, até porque apenas explicar as correlações entre os dados astrológicos e o momento do acidente seria um simples exercício de revisitação de um fato já ocorrido.

Ainda que Felipe Massa não tenha sido por muito pouco o campeão da Fórmula 1 em 2008, vemos que o início da má-fase, ou melhor, dos momentos difíceis que ele atravessa, começaram em maio de 2008. Sua Progressão Secundária aponta, naquela época, o início de uma oposição entre Mercúrio, um planeta diretamente associado à pilotagem, mas que no mapa de Massa também pode representar a “casa” e o “parceiro” (no caso, a Ferrari), e Netuno, um planeta dúbio, que tanto representa o sonho de Massa em ser campeão como também alguns escorregões.

Quando Mercúrio e Netuno entram em discórdia, temos um quadro onde a dificuldade de concentração faz com que a mente se atrapalhe, fique mais lenta e os reflexos percam a agilidade. Naturalmente não estou falando de Massa, que fez o que pôde, mas da própria Ferrari e seus companheiros de equipe (casa + parceiros = Mercúrio) que atrapalharam a sua carreira com vários “escorregões” (Netuno). Ainda assim, Felipe Massa quase foi o campeão em 2008, e todos os especialistas são unânimes em afirmar que foi a escuderia italiana quem tirou o título das mãos do piloto. Na temporada 2009, a Ferrari não projetou um carro à altura da sua tradição, e Massa ficou longe da ponta.

Porém, não podemos creditar todos os infortúnios e, principalmente, a sinistra fatalidade do último sábado à Ferrari. Em um sentido mais amplo, a oposição entre Mercúrio e Netuno marca um período de dificuldades atrapalhando uma coisa para a qual Massa parece predestinado mas ainda não aconteceu: ser o campeão mundial. O acidente está relacionado à quadratura entre a Lua progredida e Plutão, um planeta muitas vezes drástico e relacionado à morte, mas que também aponta para a superação de crises e o renascimento.

No momento do acidente, a tensa quadratura entre a Lua e Plutão era incrivelmente precisa e, sem sombra de dúvida, foi o que deflagrou o instante mais grave para Massa dentro de um período já difícil (Mercúrio X Netuno). Felizmente, o estado cósmico positivo entre o Sol progredido de Felipe Massa e Saturno, um planeta que “prende ao chão”, isto é, prende o espírito à matéria, serviu como uma espécie salva-vidas.

Com o movimento dos planetas progredidos de Felipe Massa, as chances dele se recuperar e voltar a correr são grandes. A tensão entre Lua e Plutão se dissipa dentro de um mês e meio, acelerando a sua recuperação e, na virada 2009/2010, a oposição entre Mercúrio e Netuno finalmente termina, com a intensificação do encontro positivo entre o Sol e Saturno. Felipe Massa tem tudo para voltar a correr no ano que vem, numa Ferrari voltando a ser digna do nosso piloto guerreiro.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs