pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

12 de mai de 2010

MALLEUS MALEFICARUMera

O MARTELO DAS FEITICEIRAS OU MALLEUS MALEFICARUMera o manual operacional da Inquisição, durante todo o período de funcionamento do Tribunal do Santo Ofício, os processos de bruxaria tiveram como documento norteador o Malleus Maleficarum (O Martelo das Feiticeiras), escrito em 1486 pelos frades dominicanos James Sprenger e Heinrich Kramer, a partir do Manual dos Inquisidores é governado por Deus, a vontade por um anjo e o corpo pelas estrelas” (Parte I, Questão I ). E por as estrelas são inferiores aos espíritos e o demônio é um espírito superior, só lhe resta o corpo para dominar.3) E este domínio lhe vem através do controle e da manipulação dos atos sexuais. Pela sexualidade o demônio pode apropriar-se do corpo e da alma dos homens. Foi pela sexualidade que o primeiro homem pecou e, portanto, a sexualidade é o ponto mais vulnerável de todos os homens.4) E como as mulheres estão essencialmente ligadas á sexualidade, elas se tornam agentes por excelência do demônio (as feiticeiras). E as mulheres têm mais conivência com demônio “porque Eva nasceu de uma costela torta de Adão, portanto nenhuma mulher poder reta” ( I,6).5) A primeira e a maior característica, aquela que dá todo o poder às feiticeiras, é copular com o demônio. Satã é, portanto, o senhor do prazer.6) Uma vez obtida a intimidade como demônio, as feiticeiras são capazes de desencadear todos os males, especialmente a impotência masculina, a impossibilidade de livrar-se de paixões desordenadas, abortos, oferendas de crianças a Satanás, estrago das colheitas, doenças nos animais etc.7) E esses pecados eram mais hediondos que os próprios pecados de Lúcifer quando da rebelião dos anjos e dos primeiros pais por ocasião da queda, porque agora as bruxas pecam contra Deus e o Redentor (Cristo), e portanto este crime é imperdoável e por isso só pode regatado com tortura e a morte. O Malleus Maleficarum ou O Martelo das Feiticeiras está dividido em três partes: primeiramente ele traz como principal personagem o Demônio e relaciona seus poderes ligando suas ações com a bruxaria. Por isso, que as mulheres eram o alvo mais desejado, visto que, a relação entre o Demônio e a Bruxa era a mais aceitável no caso dos pactos e relação sexual, como explica o manual. A segunda parte encontram-se instruções para reconhecer e ao mesmo tempo eliminar a bruxaria, em todos os momentos do cotidiano das pessoas, em qualquer fato ocorrido: brigas; fenômenos da natureza; impotência sexual, entre outros. A terceira e última parte encontra-se o relato dos julgamentos e sentenças. Tudo detalhado para não ser esquecido nenhum detalhe na hora de julgar algum (a) acusado, muito menos deixar de punir rigorosamente de acordo com o que regia o Malleus Maleficarum. E ainda nós nos perguntamos: De onde sai tanta idéia para os filmes de terror? elaborado cem anos antes por Nicolás Eymirick. O Martelo das Feiticeiras – Malleus Maleficarum é uma das páginas mais terríveis do cristianismo. É difícil imaginar que, durante três séculos ele foi a Bíblia do inquisidor, e se transformou no apogeu ideológico e pragmático da Inquisição contra a bruxaria, atingindo intensamente as mulheres, entendendo também que a mulher era muito visada por causa do celibato, era a própria tentação para os inquisidores. Assim, para que a bruxaria fosse devidamente punida foi escrito o Malleus Maleficarum, as teses centrais eram que norteavam essa bíblia dos inquisidores erram:1) O demônio, com a permissão de Deus, procura fazer o máximo de mal aos homens a fim de apropriar-se do maior número possível de almas.2) E este mal é feito prioritariamente através do corpo, único “lugar” onde o demônio pode entrar, pois, “o espírito

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs