pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

19 de jun de 2010

Windigo

Windigo

Swift Cree Runner minutos antes do enforcamento


Em um dia frio de dezembro de 1879, um homem foi enforcado em Fort Saskatchewan, colocando um fim a uma das mais atrozes matanças na história de Alberta, Canadá.
Swift Runner foi executado por assassinar e depois comer oito membros da sua própria família durante o inverno anterior. Ele acreditava que estava possuído pelo Windigo, uma aterradora criatura mitológica com um voraz apetite por carne humana.
Não foi um caso isolado. Durante o final dos anos 1800 e no inicio do século 20, o medo do Windigo assombrava as comunidades no norte de Alberta, resultando em várias mortes macabras.
Andrew Hanon, jornalista do Sun, falou com Nathan Carlson, uma das principais autoridades do mundo em Windigo, acerca da conexão pessoal de Carlson com a criatura horripilante.

Alguns o chamaram de assassino em série. Outros o chamaram de louco desesperado.
Mas até quando a corda foi colocada em volta do seu pescoço, e o alçapão aberto, um dos mais prolíficos assassinos de Alberta ainda insistia que foi um espírito maligno que lhe obrigou a comer toda a sua família. Em um inverno, ele devorou a sua mulher, seis filhos, a mãe e o irmão.



Mais horripilante


O homem, um caçador indígena chamado Swift Cree Runner, foi enforcado em 1879 em Fort Saskatchewan, a primeira execução jurídica em Alberta. O macabro caso é considerado por muitos o crime mais atroz na história da província.

Mas o que a maioria das pessoas não entende é que era parte de um fenômeno muito maior, que o etno-historiador de Edmonton, Nathan Carlson, chama de condição de Windigo, que assombrou as comunidades do norte de Alberta no século 19 e inicio do século 20 e custou dúzias de vidas.
O Windigo (uma forma de Anglicismo da palavra Witiko) é uma criatura mitológica entre culturas nativas das Rochosas ao norte de Quebec. Tem um apetite insaciável pela carne humana e leva destruição onde quer que vá.

Wendigo (imagem da série Supernatural)

Carlson o descreve como "o predador consumado da humanidade".
"É por vezes descrito como um monstro com olhos de coruja e grandes garras, cabelo emaranhado, um corpo magro e nu com um coração feito de gelo."

"É extremamente destrutivo", diz ele. "Quanto mais ele come, mais faminto fica, então precisa matar sempre".

Windigos podem possuir as pessoas, transformando-as em selvagens violentos, maníacos comedores de carne com força sobre-humana. Muitos povos indígenas no norte de Alberta viviam com o temor de serem possuídos.

"É importante compreender que o canibalismo era repugnante para as pessoas", explica Carlson. "O Windigo personificava o mal."
O caso de Swift Runner causou uma sensação internacional, ganhando as manchetes de jornais de todo o Canadá e E.U.A.

De acordo com o registro, ele chegou sozinho na Missão Católica de St. Albert, na Primavera de 1879, alegando ser o único membro da sua família que não havia morrido de fome durante um inverno particularmente frio e amargo.

Os sacerdotes suspeitaram de algo quando eles perceberam que Swift Runner, que pesava cerca de 90 quilos, não parecia absolutamente desnutrido, e quando dormia era atormentado com gritos, convulsões e pesadelos. Ele disse que estava sendo atormentado por um espírito maligno, chamado Windigo, mas disse pouco sobre ele.

Eles relataram as suas dúvidas a polícia, que foi ao acampamento da família de Swift Runner na floresta, no nordeste de Edmonton, onde fez uma terrível descoberta - o lugar estava cheio de ossos, pedaços de pele e cabelos. Alguns alegam que os ossos maiores foram quebrados e a medula retirada.

Ele finalmente confessou que deu tiros em alguns dos seus familiares, matou outros com um machado, e até mesmo uma menina foi estrangulada com uma corda. Em alguns registros, Swift Runner disse que alimentara um garoto com carne humana antes dele também ser assassinado.


"O menor de homens"


Antes de ser enforcado, Swift Runner expressou um extremo remorso." Ele disse ao Padre Hippolyte Leduc, "Eu sou o menor dos homens e não mereço sequer ser chamado de homem".
Curiosamente, Swift Runner é o único caso documentado que Carlson pode encontrar de alguém matar outros, porque pensava que estava possuído por um Windigo.
Todas as outras mortes que foram documentadas de casos de "execuções de Windigo ", são de pessoas que mataram outras que se supunha possuídas. Foram atos de auto-preservação, tentativas de proteger a comunidade. Na maioria dos casos, a vítima implorou para ser morta antes que prejudicasse suas famílias.


Em muitos casos, as testemunhas relataram alterações físicas, como inchaço crescente, e alargamento dos lábios e boca. Algumas das vítimas falaram de um frio glacial em seus corações e incapacidade para se aquecer.

Carlson, que é da tribo Métis, primeiro ouviu sobre o Windigo de sua avó, que contou a ele sobre um incidente no Trout Lake, onde os membros da comunidade mataram um homem possuído por um demônio que foi amaldiçoado e transformado em um Windigo.

A história assombrou-o durante a infância, e depois que sua avó morreu em 2002, ele descobriu uma história semelhante arquivada em um jornal.

"Fiquei um pouco desconcertado com a descoberta do jornal que parecia confirmar uma história que corria na minha família há quase 100 anos", diz ele. Outras investigações revelaram que o homem que foi morto também era um parente afastado de Carlson.

Carlson agora está escrevendo um livro sobre a condição de Windigo no norte de Alberta, e está negociando com cineastas um documentário.

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs