pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

5 de abr de 2011

relatos fenmenos paranormais

envie seu relato sobrenatural ou pergunta piresvale@gmail.com os relatos serão divulgado aqui

 vejo ou sinto coisas


É a primeira vez que aqui posto, na verdade nao tinha conhecimento deste forum ate ontem e resolvi partilhar convosco as minhas historias. Desde pequena que vejo ou sinto coisas para as quais nao tenho explicaçao. Tudo comecou (penso eu) com um sonho (por volta dos 5,6 anos) com uma mulher velha vestida de preto atras de um balcao numa taberna. No sonho pude ver o sitio exacto da taberna e outros pormenores. Não me assustei, até porque nao me fizeram mal nenhum mas contei à minha mãe que ficou surpresa. Eu vi, com 5 ou 6 anos, um local que outrora tinha sido uma taberna com uma mulher que, segundo a minha mae, tinha morrido largos anos antes de eu nascer. Tive uma infancia e adolescencia felizes, continuei a ver e sentir coisas que ignorei e não contei a ninguem. Já adulta adormeci duas vezes ao volante (uma coisa extremamente estupida e para a qual nao tenho justificação). A minha mãe foi comigo a alguem que,segundo ela, me podia ajudar. Não foi preciso dizer-lhe nada ,a mulher disse-me, assim de caras, que eu tinha adormecido ao volante por duas vezes porque um grande amigo meutinha morrido num acidente de viação e tentava avisar-me que eu corria perigo (daí os sustos). As coisas foram andandando até há mais ou menos 2 anos. Tudo o que vejo e sinto tem mais intensidade. Já senti, e sinto, coisas que (Ainda) não percebo de maneira nenhuma, desde a dormencia dos membros (o que é horrivel porque fico sem sensibilidade nenhuma), parelisia, alfinetadas pelo corpo e até perder os sentidos. Tudo isto me tem transtornado imenso e eu tenho perfeita noçao de que me isolo. Os médicos, xanax e outros que mais não melhoraram a situação, muito pelo contrário. Sei que o que tenho não é do campo da saúde. A experiencia mais recente data a semana passada em que, numa fila, me distraí involuntariamente a olhar para uma pessoa e por instantes deixei de ser eu e vi, claramente, que essa pessoa tinha tido uma grande discussão com uma amiga de quem gostava muito. Foi tao real que ainda me lembro de todos os pormenores.
Bom, amigos, hoje fico-me por aqui e despeço-me de todos vós com um abraço cheio de luz!*

-------------------------------------------------------------------------
Uma das noites, estava o tempo não muito bom, fazia muito vento, e nessa noite ouvia vários cães a ladrar durante a noite como se estivessem a ver um intruso. Ao descer uma estrada, qual é o meu espanto que por trás de um muro, vejo um vulto negro (não pelo canto dos olhos mesmo pela frente) a deslocar-se a grande velocidade. Foi me perguntado se não seria um plástico, sei que não era porque era relativamente grande (prai 1 metro de altura) e de repente deixei de ver. Perguntei inclusive aos meus colegas e nenhum deles viu nada.
---------------------------------------------------------------------------------
Anjo da guardaInfelizmente,eu já não tenho avós..nem maternos nem paternos.Quando eram vivos eu ía muitas vezes ao Algarve de férias  para casa dos meus avós maternos...(toda a minha família é algarvia,só eu é que sou a ovelha ronhosa,lol,nasci em Lisboa)eram pessoas do campo,rudes,a minha avó sempre a mandar vir com o meu avô,mas eram unha e carne...adorava ir para lá...uma casa no meio do campo,longe de tudo,com um roseiral lindíssimo-a minha avó adorava flores tinha imensas de todas as cores...o meu avô gostava mais plantar coisas,batatas,abóboras,e árvores de fruto,sei lá...e regar,tenho a imagem dele nítida a puxar e a carregar a mangueira para aqui e para ali...tenho tantas saudades!!! Undecided bem o meu avô era o recordista dos acidentes e das operações:tinha placas nos braços com parafusos,uma cicatriz enorme na barriga,e tantas histórias:caiu da mula abaixo,levou um coice,sei lá,"n" de situações,acidentes ...Para variar o que acabou com ele foi mais um acidente,numa motorizada daquelas com aqueles atrelados pequenos atrás...acontece que ele já não via bem e teimou em ir comprar a bilha do gás á aldeia...num cruzamento não viu a carrinha que lhe bateu,para cúmulo dos azares ainda levou com a bilha vazia em cheio na cabeça,durou mais 2 semanas no hospital...a minha avó,mulher dura,pela vida dura que teve,no funeral não chorou á frente de ninguém,mas houve quem a ouvisse em casa aos gritos sozinha e desesperada...a partir daqui começou a
definhar...lentamente.Acho que eles amavam-se mesmo...2 ou 3 dias depois do funeral sonhei que o meu avô dançava e cantava em quadras,pena de ao acordar me esquecer do que ele dizia na música,mas notava-se a felicidade...liberdade de movimentos(ele tinha sempre muitas dores).Tinham 7 anos de diferença um do outro,quando a minha avó morreu tinha exactamente a mesma idade do meu avô qd ele morreu-75 anos...lembro-me da minha avó contar que depois da morte dele coisas estranhas aconteceram:caiu um armário no quarto qd ela estava perto quase que a atingia e qd ela estava a jantar caiu-lhe a mesa...sentada á noite a ver televisão sentiu uma mão pousada no ombro...Agora o mais estranho:a minha irmã recentemente por circunstâncias da vida foi morar para casa deles uns meses.Há coisa de  pouco tempo também ela relatou coisas estranhas:passos de alguém que parecia  calçar botas no telhado,e alguém a chamar por ela...acho que por enquanto não quero ir lá passar férias...lol
Eu qd preciso de rezar e pedir a Deus alguma coisa peço a minha querida e saudosa avó que fale com ele por mim-tenho a certeza de que ela é o meu Anjo da guarda...já me tem valido em muitas ocasiões...

--------------------------------------------------------------------------------
Ultimamente tem acontecido coisas estranhas como por exemplos, ilusões, é de que vos vou falar hoje todos os dias tenho tido precentimentos estranhos como estou a andar e pareçe que vejo alguém de lado depois viro-me e não está ninguém, quando estou em casa da-me muita vontade de olhar para trás porque precinto uma forte corrente de ar e ao olhar para o chão vejo tipo sombras o que é definitivamente estranho. É tudo isto que tenho para dizer espero que me ajudem e que compreendam. 

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs