pesquisa magos da luz

Custom Search
------------------- -------------------------------------
English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

12 de jul de 2010

O banheiro (relato)

Esbarrar com fatos estranhos dentro do banheiro já se tornou algo "comum" para mim. Às vezes não passa de uma brincadeira... Às vezes dá uma vontade louca de sair correndo... E às vezes considero coisas da minha cabeça.
Contudo, as situações que me dão mais vontade de fugir do banheiro são aquelas em que estou com alguma amiga (ou até mesmo uma desconhecida) que vê, escuta ou sente o mesmo que eu.
Neste caso, eu estava indo usar o banheiro da prefeitura (onde trabalho). Normalmente fico até mais tarde, sendo uma das últimas da minha secretaria a ir embora, por isso, dificilmente tem alguém usando o banheiro quando dou uma "passadinha" (hehe).
As luzes dos banheiros daqui funcionam com sensores, o que é horrível, já que normalmente as luzes se apagam antes de terminar de usar.
Era de noite já... Corri para o banheiro. Entrei no box do meio onde o sensor de teto fica localizado. Caso as luzes se apagassem, eu poderia me mover e fazê-las acender. Ouvi o som de passos e alguém entrou no box do meu lado direito. Vi a sombra da pessoa pelo reflexo no piso. Outro som de passos e alguém entrou no meu box da esquerda, o último antes das pias. Não vi a sombra, mas imaginei que deveria ser por causa da posição da lâmpada...
Fui lavar a mão... Passei pelo último box e ele estava fechado. Enrolei um pouco, arrumando o cabelo e a maquiagem um pouco borrada nos olhos.
Outra mulher saiu, uma colega de trabalho. Ela começou a lavar as mãos, mas eu percebi que ela olhava muito para a direção dos boxes e para mim. Ela parecia desconfiada, ou procurar por algo.
- Derrubou alguma coisa ali? Quer que eu pegue?
- Não não... - ela sorriu e virou para enxugar as mãos - A outra moça já foi embora? Que rápida né? Nem ouvi ela sair...
- Outra moça? - olhei na direção dos boxes e ri - Ah não... Eu fui a primeira a sair. Quando passei ela ainda estava usando o banheiro, acho que ainda não terminou... - comentei baixinho, pois, vai que a outra ouve comentarmos dela?
- Não... O boxe tava aberto quando eu saí, e não tinha ninguém lá...
- Mas ninguém saiu do banheiro...
- Pois é... eu também não vi e nem ouvi...
Sentimos um calafrio estranho. Ela também se arrepiou. Olhamos uma para a outra e as duas saíram correndo do banheiro.
Agora acho a cena um tanto engraçada! Mas, gostaria de saber a opinião de vocês sobre o ocorrido
fonte sobrenatural

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Marcadores

Follow by Email

Recent Posts

Postagens populares

Minha lista de blogs